Bolsonaro sugere que Lula pedirá asilo à Etiópia após julgamento

Um dos principais adversários do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na disputa de outubro, o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC) usou as redes sociais para dizer que o petista estaria planejando morar na Etiópia para se livrar de uma eventual punição, caso seja condenado em segunda instância pelo caso do Triplex no Guarujá. Em um vídeo divulgado em suas páginas, o presidenciável afirma que uma autorização para assessores de Lula viajarem para o país africano foi publicada no Diário Oficial da União de segunda-feira (16).

Presidente do TRF-4 pede ‘manifestações pacíficas’ no julgamento de Lula
“Lula despacha assessores para a Etiópia a partir do dia 23 de janeiro, como expõe publicação do Diário Oficial da União de (15.01.2018) Pediria asilo numa possível condenação?”, questiona. O parlamentar explica que os ex-presidentes têm direito a assessores e seguranças.

“O Lula não precisa de autorização para sair do Brasil, é um cidadão como outro qualquer. Agora o curioso: o julgamento do mesmo ocorrerá dia 24. Estaria Lula preparando uma saída estratégica temendo uma condenação via TRF4?”, questiona Bolsonaro.
Viagem com retorno marcado

Em seu site, o ex-presidente Lula confirmou a viagem, mas informou que ela estava marcada desde outubro do ano passado e tem data de retorno. Segundo a nota, Lula foi convidado pela União Africana para um evento em sua sede em Adis Abeba, junto com outros dois ex-presidentes: John Kufuor, de Gana, e Olasegun Obasanjo, da Nigéria.

O debate será sobre combate à fome na África e tem como objetivo promover políticas públicas para acabar com o problema no continente até 2025. “A viagem já tinha sido divulgada para a imprensa no ano passado, já é de conhecimento público faz tempo. O evento é no dia 27 de janeiro e no dia seguinte o ex-presidente retorna ao Brasil”, informa o Instituto Lula.

Lula será julgado pelo Tribunal Regional Federal (TRF4) no próximo dia 24 pelo suposto recebimento de propina da OAS por meio de um apartamento Triplex no Guarujá. O petista sustenta que o imóvel não é dele.

Por: Juliana Cipriani

Patrocinado - Anuncie aqui

Deixe uma resposta