Convento de Macaúbas pede socorro.

Foto Convento de Macaúbas por Carlos Barbosa
Foto Convento de Macaúbas por Carlos Barbosa
Patrocinado - Anuncie aqui

300 anos do convento de Macaúbas

Toda estrutura do Convento de Macaúbas está abalada pela ação de cupins e pela deterioração da parte elétrica.
O arcebispo metropolitano Dom Walmor de Oliveira Azevedo falou sobre a campanha de restauração do local. “É a convocação para que muitos abracem esse necessário, exigente e urgente processo de restauração. Somos nós, como bons mineiros e brasileiros, cuidando de nosso patrimônio. O que significa cuidar de nossas raízes, de nossos alicerces; pois Macaúbas é referência da fé, da cultura, da arte, da história e da religiosidade. Vamos juntos abraçar Macaúbas.

Abrace Macaúbas

O Lançamento da campanha aconteceu na última terça-feira (5), com presença de diversas autoridades. Mais R$ 270 mil já foram arrecadados.

Patrocinado - Anuncie aqui

Foi lançada, na última terça-feira (5), a Campanha Abrace Macaúbas, que tem como objetivo arrecadar recursos para a reforma do secular mosteiro, localizado em terras luzienses. Diversas autoridades civis e eclesiásticas estiveram presentes na cerimônia de abertura, entre elas o arcebispo metropolitano Dom Walmor de Oliveira Azevedo, o Secretário de Estado de Cultura, Ângelo Oswaldo de Araújo Santos, a desembargadora Ângela Rodrigues, a presidente do Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico (IEPHA), Michele Abreu Arroyo, a representante do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Rosângela Guimarães, o presidente da Câmara Municipal, entre outros.
Na ocasião, foi assinado um termo de compromisso por diversas instituições do município e do estado. A meta é arrecadar cerca de R$ 1 milhão, para reforma do muro de adobe, a revitalização da parte elétrica e hidráulica, a descupinização do prédio e a restauração da Capela dos Aflitos.
Responsável pelo inquérito civil público realizado no mosteiro, o Promotor de Justiça, Marcos Paulo Miranda falou sobre o diagnóstico dos danos envolvendo o convento. “Entramos em um prédio bonito, todo pintado externamente por causa de uma campanha liderada pela madre com o auxílio de muitos que aqui estão, nos 300 anos do convento, mas o interior precisa de obras urgentes. Toda estrutura está abalada pela ação de cupins e pela deterioração da parte elétrica. É indiscutível a importância daquela ação, em 2014, mas hoje o desafio é muito maior. Durante os mais de 300 anos, o mosteiro nunca passou por uma restauração”, ressaltou.
Segundo o promotor, em junho os órgãos envolvidos resolveram compartilhar as responsabilidades pelo patrimônio. “Todos os órgãos responsáveis pela proteção, todos os órgãos públicos ali presentes, toda comunidade religiosa e os representantes da sociedade civil organizada aderiram de maneira entusiástica nesse projeto”, completou.
Durante o evento, foi informado que a obra do muro de abode que cerca o mosteiro e que já teve uma parte desabada, deverá começar em breve. Os R$ 250 mil necessários serão cedidos pela Prefeitura Municipal, que assinou um Termo de Ajustamento de Conduta e fará o aporte do recurso, que é oriundo de patrimônio cultural.
Já na abertura da campanha, duas instituições fizeram doações para execução das obras do mosteiro: A Associação Pão de Santo Antônio, que é presidida pelo desembargador Marco Henrique Caldeira Brant e a Academia Brasileira de Letras em Minas Gerais, representada pelo Procurador de Justiça de Minas Gerais.
O arcebispo metropolitano, Dom Walmor de Oliveira Azevedo falou sobre a campanha. “É a convocação para que muitos abracem esse necessário, exigente e urgente processo de restauração. Somos nós, como bons mineiros e brasileiros, cuidando de nosso patrimônio. O que significa cuidar de nossas raízes, de nossos alicerces, pois Macaúbas é referência da fé, da cultura, da arte, da história e da religiosidade. Vamos juntos abraçar Macaúbas. Que o abraço que cada um der possa motivar vários outros também a abraçar”, disse o arcebispo.
“É um momento importantíssimo. Estou aqui há 62 anos e são diversos documentos antigos e importantes guardados aqui. Agradeço de coração a presença e ajuda de todos e espero que logo, logo comecem as obras”, finalizou a abadessa Madre Maria Imaculada de Jesus Hóstia, responsável pelo mosteiro.

Patrocinado - Anuncie aqui

Deixe uma resposta