Temer anuncia redução de 0,46 centavos no diesel por 60 dias

https://luzmetropolitana.com.br/wp-content/uploads/2018/05/brasil-greve-temer-pronunciamento1.jpg
Patrocinado - Anuncie aqui

Iniciada na última segunda-feira, a greve dos caminhoneiros chegou ao 7º dia neste domingo, 27, com 14 aeroportos com falta de combustíveis e as Forças Armadas continuam nas estradas com o objetivo de liberar as rodovias obstruídas. No sábado, havia 596 pontos bloqueados em estradas de todo o país, segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF). O ministro-chefe da Secretaria de Governo, Carlos Marun (MDB), esteve em São Paulo em reunião com o governador Márcio França (PSB) e caminhoneiros paulistas para discutir as reivindicações da categoria e vai levá-las ao presidente Temer. Outra reunião está prevista para a tarde deste domingo.

O governo federal anunciou que donos de transportadoras paradas intencionalmente serão multados em 100.000 reais por hora, conforme autorizado pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF). Motoristas parados que, em suas cargas, tenham insumos do setor da saúde, serão multados em 10.000 reais por dia.

Patrocinado - Anuncie aqui

 

O presidente Michel Temer fez um pronunciamento no Palácio do Planalto para anunciar as medidas adotadas pelo governo após a reunião com os líderes da greve dos caminhoneiros. Temer comunicou que o preço do diesel sofrerá uma redução de 0,46 centavos por litro. O governo assumirá o que ele chamou de “sacrifícios no orçamento” e honrará seus compromissos sem comprometer a Petrobras. As outras novidades são três medidas provisórias que tratam da isenção da cobrança do eixo suspeito nos pedágios, a garantia de 30% dos fretes da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) para os caminhoneiros autônomos, e uma tabela com valores mínimos para os fretes rodoviários.

 

Fonte:VEJA

Patrocinado - Anuncie aqui

Deixe uma resposta